18/07/2012

Cinépolis Bela Vista e a experiência 4D

Cinépolis Bela Vista SalvadorDesde sexta-feira, Salvador conta com um novo complexo de salas cinematográficas de grande peso. O Cinépolis Bela Vista abriu as portas com a mesma estrutura do já conhecido no Salvador Norte Shopping, com salas confortáveis, lanchonete diferenciada e programação variada, mas com duas novidades nos cinemas de Salvador: a sala Macro XE e a sala 4DX. Fomos convidados a conhecê-los nessa segunda-feira e foi uma experiência bem interessante.


Cinépolis Bela Vista SalvadorApós um simpático café da manhã, o presidente da rede, Eduardo Acuña, conversou com os jornalistas presentes, apresentando não apenas as salas como os planos da Cinépolis para a cidade. Acuña foi preciso em dizer que a cidade de Salvador é uma praça que o grupo vê com bastante carinho, por ser uma das cidades que mais gostam de frequentar cinemas. As salas estão sempre cheias e há uma variedade de público que merece mais salas para atender toda a demanda. Não por acaso, o Salvador Norte chegou com seis salas e o Bela Vista já vem com 9 salas.

Sobre a polêmica de dublado ou legendado, Eduardo Acuña falou que a Cinépolis tem sempre a política de atender à demanda. Há uma constante pesquisa com o público e cada sala vai se adequando. Com o Salvador Norte, a percepção foi que os blockbusters dublados tem mais procura, mas, eles sempre procuram dar a opção da cópia legendada pelo menos em um horário na semana. "Com o Bela Vista, começaremos com um mix de dublados e legendados, além de filmes sofisticados, como Woody Allen, para observar. Com o tempo, vamos adequando ao público que frequenta o local", explicou.

Cinépolis Bela Vista SalvadorMas, as grandes novidades são mesmo as duas salas 4DX e a sala Macro XE. Salvador é a segunda cidade do país a receber uma sala 4D, que busca uma experiência próxima dos simuladores conhecidos da Disney, mas que vão além com adequação sensorial a depender do filme. Vento, cheiros, fumaça, laser, sons direcionados, tudo para trazer uma experiência especial. Pudemos assistir ao filme A Era do Gelo 4 nessa sala, abaixo explico melhor a experiência.

Já a Macro XE é uma maximização da qualidade de exibição. A tela de proporções gigantescas que tomam toda a parede da sala, a quantidade de caixas sonoras e os dois projetores 4K permitem uma imersão maior que nas salas normais. As poltronas também são mais confortáveis, com descanso de braço individual (não precisa mas brigar com o vizinho) e recosto mais alto. Os dois projetores de alta definição também prometem proporcionar um efeito 3D melhor, com uma imersão maior na imagem. Ainda pretendo conferir para ver se é isso tudo mesmo.

De qualquer forma, é um ganho para cidade, que pode contar com mais um complexo de cinemas, e pela primeira vez com esse tipo de tecnologia de ponta. Todas as salas do Cinépolis Bela Vista são 100% digitais. A Cinépolis aumenta assim sua presença nacional para 153 salas e promete não parar por aí. Que venham mais.

Cinépolis Bela Vista Salvador

A Era do Gelo 4Dx - Relato de uma experiência


Em primeiro lugar é importante ressaltar que a experiência em uma sala 4D está mais próxima de um parque de diversões que de um cinema. Não falo isso com juízo de valor, mas apenas constatando a expectativa e o que ela pode proporcionar. A imersão de um filme está na história, ele nos faz viajar com o auxílio de nossa imaginação. Aqui, a proposta é outra. É uma simulação de realidade através dos sentidos e dos diversos recursos possíveis.

É uma experiência cara? Sim, relativamente, já que o preço de um ingresso custa R$ 55,00, mais que o dobro que as salas 3D. Agora, se compararmos a uma atração de um parque de diversões desse nível, a situação até não fica tão complicada, basta observar aqueles simuladores de shopping que dão apenas uma experiência de 10 minutos de filme e não são baratinhos. E o 4D é mais do que um simulador. Sua cadeira balança, bastante, mas, além disso, existem outros elementos que compõem a sala e ajudam na experiência. Embaixo da tela, máquinas de fumaça prontas para ambientar uma neblina, por exemplo. Nas duas laterais superiores vários ventiladores para um vendaval. Luzes especiais para efeitos diversos como raios, relâmpagos e tiros a laser. Na cadeira da sua frente, dois esguichos, um para água outro para cheiro. E na sua poltrona, duas caixas de som individuais para efeitos sonoros específicos e mais dois sopros de ar.

Cinépolis Bela Vista SalvadorEntão, vocês podem estar se perguntando. Vale a pena? Depende de sua expectativa. Não deixa de ser uma atração inusitada, uma experiência. Como já disse, não é cinema, mas como a boa parte da população vai ao cinema em busca de um entretenimento rápido, essa é uma opção que maximiza a ideia de diversão. Em determinado momento cansa, mas aí, acho que vai depender também do filme que se esteja assistindo, porque por mais sacudidas que a cadeira dê, o corpo humano foi feito para adaptar-se e, em determinado momento, você começa a seguir o ritmo.

Ver A Era do Gelo 4 não foi mesmo a melhor das aventuras. Já tinha visto o filme e não gostado, como podem relembrar na crítica. Então, em determinado momento ficou quase uma tortura ter que ver tudo de novo. Mas, sentei na cadeira curiosa com tudo aquilo. Uma cadeira confortável, mais larga que a normal e com uma plataforma para colocarmos os pés. Mal vem os letreiros e já começa as sacudidas. Como nosso corpo estava na inércia, tudo parece meio incômodo e as pausas da cadeira são quase um alívio.

Cinépolis Bela Vista SalvadorCom o tempo, seu corpo acostuma e fica divertido descer, subir, virar, tremer de acordo com o que está na tela. O problema em A Era do Gelo é que, por ser um filme infantil, essas tremedeiras acabam exagerando junto com as diversas cenas que trazem uma correria qualquer para animar os pequenos. Outro problema é quando os movimentos não seguem o ponto de vista do que o filme nos mostra. Em determinada cena, o chão está parado, os personagens estão parados, apenas um deles sacode uma faca em uma das mãos. E de repente, nossa cadeira sacode também. Só posso supor que seríamos ali a faca. Em outros, é bem interessante a sensação de estar descendo o tobogã de gelo ou voando, junto aos personagens. Fiquei curiosa para ver Avatar nessa sala, naquela cena do voo do protagonista.

Os outros efeitos são divertidos. É interessante sentir o vento que toma conta da sala, ou a luz com o relâmpago na tempestade que os protagonistas pegam pela frente. Os sopros que vem do encosto de nossas cadeiras também são interessantes, dão sustos em muitos momentos, já que não esperamos aquilo. Já a água, não se preocupem que não chega a ser um jato que irá borrar a maquiagem, não chegou nem mesmo a incomodar o óculos 3D. Agora, ainda bem que A Era do Gelo não tinha aromas, porque eu não ia querer sentir o cheiro de Sid ou da vovó assim, no meio da manhã. Acredito que seja o efeito mais desagradável.

Cinépolis Bela Vista SalvadorAo fim da jornada, estava realmente cansada, deu vontade de levantar no meio, fica tudo muito longo, repetitivo até, mas, como disse, o filme pode ter contribuído muito com esse cansaço, já que vê-lo pela primeira vez já foi cansativo e não tem nem um mês que isso aconteceu. A sensação que fica é mesmo a de uma visita a um parque de diversões. Aos brinquedos que lembro com carinho, como as atrações que já tinha visto na Disney. Bom para conhecer e ir algumas vezes na vida, mas não tem mesmo como se tornar uma rotina para todos os lançamentos que a sala tiver. Talvez as crianças curtam mais a brincadeira. Mas, atenção senhores pais, só pode entrar pessoas a partir de um metro de altura e a cadeira mexe mesmo. Então, se seu filho não pára quieto, melhor passar longe.


Amanda Aouad

Amanda Aouad é Mestre em Comunicação e Cultura Contemporânea pela UFBA, especialista em Cinema pela UCSal e roteirista de Ponto de Interrogação, Cidade das Águas e Vira-latas. É ainda professora de audiovisual, tendo experiência como RTVC e assistente de direção. Membro da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos e da Liga dos Blogues Cinematográficos.

Anterior Próximo Página Inicial
Related Posts with Thumbnails